0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Email -- 0 Flares ×

Quem nos acompanha por aqui sabe que temos muita restrição em relação à excursões em grupo. São várias coisas que me evitar a todo custo esse tipo de passeio.

  • Tu estás amarrado e tens horário pra tudo.
  • Os guias já levam nos restaurantes e lojinhas específicos e tu não consegues escolher o que fazer ou onde ir.
  • Geralmente é muita gente.
  • O preço quase 100% das vezes é bem maior.
  • Eu invariavelmente me estresso esperando as pessoas que não cumprem os horários, e isso realmente me tira do sério.

DSC01474

Na China eu achava que ia ter que fazer muita coisa via excursão, pois seria difícil ir sozinho por conta da comunicação. A Muralha da China era um desses lugares que eu tinha certeza que iria acontecer isso. Até que eu encontro o guia maravilhoso, mastigadinho e salvador do pessoal do Próxima Trip e só por causa desse relato nosso passeio foi possível e perfeitinho assim.

Eu vou resumir bem, pois a melhor opção é ver o texto completinho e as fotos do Próxima Trip, que ajudaram muito na nossa jornada.

DSC01439

  • Ir até a Estação Dongzhimen de metrô (linhas 2, 3 e Airport Express).
  • Pegar ônibus para Huairou (916 express). Nesse momento quase caímos em um golpe, mas isso também estava comentado no post, então nos safamos.
  • Descer no último ponto e pegar um táxi até Mutianyu. É possível ir de ônibus também, mas como encontramos dois turistas indo para lá, dividimos o táxi, pois achamos mais fácil que ir procurar outro ônibus. Não pagamos para que o táxi nos aguardasse. Nossa ideia era conseguir um táxi depois, ou em último caso, pegar um dos ônibus para Huairou.

Chegamos na Muralha às 10:30 e compramos os ingressos para subir de teleférico. Na foto abaixo dá para ver os trilhos do tobogã, que usamos para descer na volta.

DSC01412

 

Mutianyu foi a realização de um sonho idealizado da Muralha da China. O céu estava azulzinho, a muralha estava praticamente vazia, e só bem próximo da entrada que encontramos mais pessoas. Era só caminhar para qualquer um dos lados e ficávamos completamente sozinhos.

DSC01426

Nestes pontos específicos de visitação, como Mutianyu, a Muralha foi completamente restaurada. É possível ver que a obra é novinha, com placas, lixeiras, tudo muito bem feitinho.

DSC01563

 

Nas partes planas, ela é uma calçada novinha. Porém há lances pesados de escada, que só serão percorridos se tu tiveres vontade.

DSC01532

 

Seguindo caminho, chega-se ao ponto em que as restaurações foram finalizadas, e é possível encontrar a Muralha da China selvagem, tomada pela natureza. Para nós foi a parte mais legal da visita.

 

DSC01485

Foram horas caminhando sozinhos por lá, e imaginando aquela época e tudo que se passou por lá.

DSC01491

Nesta parte não restaurada pudemos ver as entradas antigas da muralha, e imaginar os sistemas de defesa da época.As torres de guarda nos pontos mais altos nos mostravam como era possível vigiar um perímetro tão grande com um número nem tão grande de pessoas.

DCIM127GOPRO

Para descer, utilizamos o tobogã e foi super divertido. O maior problema foi sorrir para as fotos com aquele vento gelaaaaaado pegando nos dentes sensíveis… 😛

DCIM127GOPRO

Nós passamos quase quatro horas sobre a Muralha. Claro que é possível visitar em bem menos tempo se o teu objetivo for só conhecer e ir embora. Nós preferimos caminhar bastante, aproveitar o tempo lá.

Havíamos levado um lanche  e aproveitamos para almoçar por lá. Isolados em uma parte abandonada da muralha.

DCIM127GOPRO

A volta foi super tranquila, conseguimos um táxi com facilidade, e ao descer em Huairou já encontramos um ônibus 916 expresso.

Para quem vai, não tenha medo, saiba que foi muito tranquilo de chegar. Não me arrependi nem um pouco de ter descartado Badaling ( a parte mais “conhecida” da muralha) e escolhido Mutianyu.

Mas foi tão legal que se tivéssemos um dia a mais, iríamos sim até Badaling para conhecer mais uma parte. Mas neste caso é preciso atentar e ir muito cedo.

DCIM127GOPRO

Se em uma próxima viagem à China passarmos por Pequim, certamente repetiremos o passeio.

Enquanto isso, vale incentivar quem está indo para que possam também ter essa experiência inigualável de ter a muralha da China só para si por um dia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>