0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Email -- 0 Flares ×

Acordamos cedo e fomos fazer um passeio que estava faltando: Aquário e Johnny Cay. Esses dois passeios são feitos geralmente combinados no mesmo dia e saem quase que diariamente em muitos barcos.

Fomos até o píer de onde saem os passeios e compramos o passeio dos dois, custando 15 mil pesos. O preço é padrão.

A chegada no aquário fi promissora. Água limpíssima. Mas ao fazer snorkel ficamos decepcionados com a quantidade de vida: quase nula comparando com os outros lugares que visitamos.

Tinha um trecho com água até a cintura entre as duas ilhas que era bem gostoso de ficar, mas só. Olhávamos para a ilha principal e ficávamos apavorados: parecia que ia afundar de tanta gente que tinha.

Depois de um tempo ali enjoamos e estávamos loucos para ir embora e, para nossa felicidade, não demorou. Na saída do aquário o mar estava lindíssimo, mas a parte mais bonita era só para acesso dos barcos, limitando muito o passeio..

Azul piscina mesmo

Então chegamos a Johnny Cay. Na chegada eles já te forçam a reservar o almoço, mas não faça isso. No horário em que quiseres comer, passeie e escolha o lugar onde achares os pratos mais bonitos. Assim tu não ficas preso a lugar nem horário.
De início não gostei da ilha, tinha muita gente. Então fomos dar a volta na ilha. e mudei de opinião. Uma ilha pequena, estruturada mas muito bem cuidada.

 

A água era super cristalina, muitos corais enormes, incluindo esse cérebro gigante aí.

Depois almoçamos no lugar onde achamos que a comida estava mais bonita. Preço padrão de 18 mil pesos por pessoa. Então nos jogamos numa canga debaixo das palmeiras onde descansamos um pouco.
Depois fomos pegar praia.
Lotada, mas lotaaaada. Mas a água era maravilhosa. O lugar é maravilhoso, mas prefiro lugares mais vazio. Mas valeu o passeio.

Depois voltamos para San Andrés e já emendamos o passeio das manta raias. No início do passeio, vamos até um parque com mangues, bem legal e diferente.

 

E então nos encaminhamos para perto do Aquário, que era onde encontraríamos as arraias. As cores do mar, mesmo após uma semana, continuavam nos deslumbrando.

Daí chegamos onde elas estavam. Várias arraias, muitas mesmo. A maioria bem pequenas. Mas algumas enormes. Estávamos m um grupo pequeno e quase ninguém queria tocar nelas. Eu queria. Na hora gostei, gostei do toque da pele, eu toquei e ela já escorregou e foi embora. Mas depois me arrependi.

 

Passamos por outro grupo gigante onde elas ficavam passando de mão em mão e tentando se soltar. Nesse momento fiquei arrependida. O passeio foi muito legal, mas ver elas bastava. Não foi legal incentivar essa exploração dos bichos, que estão no seu habitat sendo puxadas para passar pelas mãos de 20 pessoas.
Nem tudo são flores e às vezes a gente se arrepende…

Tirando o arrependimento de pegar a arraia, o passeio foi bem legal, passamos por diversos pontos bem bonitos.

No retorno paramos no La Regata para tomar uma limonada de coco e fazer uma reserva para jantar à noite.

Chegamos no horário e nossa mesa estava nos esperando. Pedimos de entrada carpacchio de salmão, que estava muito bom. Depois pedimos risoto de camarão que estava divino.

E por último cheesecake de frutas vermelhas, maravilhoso também.

Fomos bem atendido. Os preços são salgadinhos.

Depois do dia mega agitado voltamos para a pousada e literalmente desmaiamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>