0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Email -- 0 Flares ×

Apesar de fotos lindas e tudo explicadinho aqui, não é possível ter noção da grandiosidade desse lugar sem ver. Eu amei as fotos quando um amigo recomendou que fôssemos conhecer, mas quando cheguei lá minhas expectativas foram mais que superadas. Eu não tinha como esperar um lugar tão lindo e impressionante. É tão impactante que parece feito em computador. Aliás, a palavra impressionante vai rondar esse post inteirinho. O lugar inclusive foi cenário de um dos filmes de Harry Potter. Repara.

15377_696727650414869_7938746942029345443_n

 

Eu achei o passeio bem barato considerando todo o percurso, foi uns 35 euros, onde já está incluído o ingresso das cliffs, de seis euros. O passeio é ótimo se tu só tiveres um dia, mas eu adoraria ir de carro, com calma, parar onde eu quisesse, e dormir por lá. Acho que dois dias seria perfeito para aproveitar bem o lugar e os outros inúmeros atrativos que tem pelo caminho.

O passeio começa cedíssimo, pois a viagem é longa. Eu achava que não teria problema pois podíamos dormir no ônibus, eram várias horas. Mas quem disse que eu conseguia dormir com aquelas paisagens lindas passando pela janela? Casinhas de pedra com fumaça saindo das chaminés, cercadas por muretinhas, com vacas peludas nos pastos.

10565097_696727583748209_8113851066668500568_n

Paramos numa cidade chamada Limerick, onde há o King John’s Castle. Não entramos no castelo nem passeamos pela cidade, apenas fizemos uma breve pausa na outra margem do rio Shannon.

10579997_696729540414680_7089189727587205748_n

O lugar parece agradabilíssimo, e é um dos lugares que te deixa triste por não poder passear com calma.

156053_696731417081159_6299058910004440067_n

Voltamos para o ônibus em direção à atração principal. Seguimos em direção às Cliffs passando pelas “baby cliffs”. Elas são formações que tentaram ser as cliffs mas não conseguiram. São mais baixas, sem vegetação em cima.

10612951_696730910414543_6569829144227657679_n

Ficamos efetivamente nas Cliffs of Moher apenas uma hora e meia. Quando o guia falou eu até achei que era um bom tempo, pois é só olhar mesmo. Engano meu. Tivemos que ir correndo de um ponto ao outro quando tudo que eu queria era caminhas calmamente apreciando aquela paisagem surreal que se estendia na nossa frente.

c

É impressionante. Elas se estendem por mais de 8 quilômetros e chegam a ter quase 200 metros de altura. Imagina um paredão gigante como esse na beira do mar, é muito lindo.

10615446_696727633748204_8577124983128766839_n

Logo na chegada entramos no centro de visitantes onde tem também a Cliffs Exibition, uma espécie de museu contando sobre a formação do lugar, composição, histórias. Bem interessante, queria ver com calma mas não quisemos perder nossa preciosa uma hora e meia lendo sobre o lugar, quando podíamos ver ele. Esse lugar chama a atenção também pois é um domo construído dentro de uma montanha. Lá também tem um café com uma vista super bonita, mas não tivemos tempo nem de pensar em tomar um café. Óbvio que tem também uma lojinha cheia de coisinhas graciosas que dá vontade de levar, mas eu comprei só uma mantinha multi uso que é muito útil até hoje.

10325143_696727670414867_8127403685606241187_n

Enfim fomos ver os penhascos maravilhosos. Há uma calçada na borda dele onde se pode ver as formações de vários ângulos. Tudo tem mureta ou alguma coisa avisando para não ir até a beirada se arriscar. É muito alto e perigosíssimo, principalmente em função do vento monstruoso de lá.

10384469_696727617081539_2588831127999236081_n

Eu uma das pontas do calçadão na beira das Cliffs tem uma torrezinha camada O’Brien Tower cuja entrada é paga (uns dois euros). Entramos e subimos no mirante. Aliás, não espere mais que isso, é minusculo, só a escada e um terracinho. Ela foi construída em 1835 por Cornelius O’Brien, descendente do primeiro rei da Irlanda, Brian Boru. A vista vale a pena, tu consegues ter uma visão ainda melhor da paisagem, apesar da torre não ser muito alta.

Do topo da O’Brien Tower, construída em 1835 por Cornelius O’Brien, descendente do primeiro Rei da Irlanda, Brian Boru.

10610718_696731397081161_1787381998772160091_n

Na outra ponta tem uma plaquinha em homenagem às pessoas que morreram nas Cliffs (e mais um aviso para não ter o mesmo destino).

Tivemos depois disso uma parada para almoço em Doolin, onde nos foi recomendado um restaurante. Não era obrigatório almoçar lá e nós nem queríamos pois Doolin parecia lindíssimoae queríamos muito dar uma caminhada e conhecer. Mas a fome também era muita e decidimos nos render às nossas necessidades fisiológicas e fomos almoçar. Se por um lado perdemos uma caminhada num lugar lindo, por outro ganhamos um almoço delicioso acompanhado de ótimas cervejas (a gente pedia uma de cada para provar mais tipos hahaha).

O nome do pub é Fitz Patriks Bar, a comida estava divina e as chopeiras congelando. Momento de felicidade total!

10481700_696727690414865_3755900590059722144_n

Na saída ainda atravessamos a rua para ver um riacho. Gente, cena de filme. Um riozinho com aquela água escura (alguém sabe por que a água é assim lá?), ponte de pedras, casinhas pequenas e lindas, um sonho.

O caminho na sequencia passa por Burren, um lugar super esquisito. Ele é tipo um parque, mas nada de florestas e rios, é formado por montanhas e mais montanhas de pedra cinza. Não importa para onde tu olhes, só vê aquilo. Não que eu conheça a lua, mas lembra o lugar… 😛

10622789_696727660414868_6876467107647594419_n

E mais, depois do parque vê as “terras” particulares separadas por muretinhas de meio metro, dessas pedras empilhadas. E mais, vê casas lindas feitas com essas pedras.

10612870_696732133747754_7699916098615828276_n

Apesar de esquisito, eu adoro lugares diferentes, achei a paisagem super legal.

Nesta parte já estávamos no caminho de volta. Haveria uma parada rápida para fotos em Dunguaire Castle, mas ele estava fechado.

Paramos ainda em Corcomroe Abbey é uma igreja em ruínas. Mas muito ruínas mesmo, ela data do século 13. Adorei esse lugar, achei interessantíssimo, nunca havia estado assim, dentro de ruínas. O local virou um cemitério, não só a parte externa, os jardins, como também o interior da igreja. 

E a última parada foi num bar na baía de Galway, onde bebemos mais uma cerveja. Logo em seguida saímos e chegamos de volta a Dublin em torno de 19 horas.

10614385_696732273747740_4588617157116513149_n

O passeio é maravilhoso, mas é uma pena ser tão pouco tempo. Se eu estivesse na mesma situação, com apenas três dias em Dublin, faria a mesma escolha mas, caso contrário, faria esse roteiro em dois dias, de carro, calmamente.

Apesar de eu não gostar de passeios desse tipo excursão, foi muito válido e recomento se tu tiveres pouco tempo na cidade.

O importante é: não deixe de conhecer as Cliffs, nem que seja num day tour como esse.

 

Beijo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>