0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Email -- 0 Flares ×

Aaaaah, Berna… Que saudade de Berna!

Em uma viagem geralmente tem aquele lugar que a gente ama, e na Suíça essa disputa foi acirrada. Com uma porção de cidades perfeitinhas, povoados charmosos, arquitetura linda, ficou difícil escolher um lugar predileto. Mesmo assim acho que Berna foi a cidade que mais me conquistou.

DCIM117GOPRO

Difícil acreditar que uma cidade razoavelmente pequena, tão linda e com cara de cartão postal seja a capital da Suíça, mas é. Porém de capital, como estamos acostumados, não tem nada. Não tem muvuca, não tem trânsito terrível, não tem cara de lugar perigoso, Berna é perfeitinha.

Chegamos cedo e fomos deixar as malas no local onde ficamos. Dali já saímos para passear na cidade.

DSC00017

O primeiro dia que estivemos lá o tempo estava bem fechado. Não chegou a chover, mas nem um sinalzinho de sol, o céu estava completamente fechado. Além disso estava bem friozinho também.

Passeamos pelo centro, visitamos os principais prédios históricos, entre eles a Catedral de Berna, A Torre do Relógio e a Casa do Parlamento. Cruzamos o rio, visitamos o parque dos ursos. Sim, isso mesmo, tem ursos em um parque no meio da cidade.

DSC00011

Depois do Parque dos Ursos ainda passamos no Parque das Rosas, que é super alto e tem uma vista bonita da cidade. Como não era a época certa não havia muitas flores no local.

Passamos também pela Casa de Einstein, mas como pretendíamos ir no museu, não tivemos muita vontade de entrar.

Esse seria nosso único dia na cidade, mas gostamos tanto de passear por lá que decidimos ficar mais um. E são Pedro nos ajudou, o dia seguinte amanheceu lindo e com sol.

Cruzamos o rio em um ponto diferente, a ponte Lorraine, e assim chegamos ao Jardim Botânico. Aí o que mais encantou foi a coleção de cores do outono. Eu estava louca para ser que as árvores estivessem assim e foi exatamente como eu sonhava.

DCIM117GOPRO

Achei interessantíssimas as estufas de plantas tropicais. Não são as estufas que estamos acostumados a ver nesses locais, pequenas, com algumas plantas. São estufas enormes, com árvores grandes. Lá dentro, temperatura bem mais alta e muita umidade. Tu entra pela porta e parece que mudou de hemisfério, incrível.

DCIM117GOPRO

Cruzamos o rio novamente na parte baixa, em uma ponte para pedestres ao lado da KornHausbrücke.

DCIM117GOPRO

Cruzamos a cidade atravessando o rio Aare novamente na Kirchenfeldbrücke e seguimos até o Museu de História de Berna. O Museu conta com várias exposições temporária e uma única exposição  fixa, sobre a vida de Albert Einstein.

Já visitei várias exposições sobre o holocausto, mas a parte de herança jucaica tem cenas fortíssimas. As imagens e vídeos do museu foram as que mais me chocaram na vida inteira.

O Museu é incrível e a entrada custa 10 euros mas está inclusa no Swiss Pass, se você tiver.

DSC00054

No final do dia nos dirigimos para o Parque dos Ursos para ver o entardecer. Ali encontramos nosso achado de Berna: a Altes Tramdepot, uma cervejaria incrível.

 

DCIM117GOPRO

Eles tinham alguns tipos de cerveja, pretzels maravilhosos, mesas compartilhadas (adoro mesas compartilhadas, herança alemã) e uma vista de tirar o fôlego.

DCIM117GOPRO

O entardecer foi super animado, muita gente se divertindo, e ainda acompanhado de um lindo pôr do sol.

Foi o fechamento perfeito para nossa passagem por Berna. Eu não tiraria Berna do meu roteiro por nada!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>